Encontre-nos no Facebook
Siga-nos no Twitter
Nosso Canal no YouTube

Saúde Viver na Mídia

Mantenha o pique no verão

 

Veja quais os alimentos que facilitam a digestão, dão energia e melhoram seu metabolismo.

Não é só a temperatura que sobe no verão. Nosso corpo também esquenta, por isso ficamos com aquela sensação de preguiça e moleza. Porém, se você adotar uma dieta que combine alimentos leves e de fácil digestão – como frutas, legumes e verduras – com carboidratos complexos e proteínas magras, seu organismo pode ganhar os nutrientes necessários para seu corpo enfrentar o calor e ainda proporcionar aquele pique extra para você trabalhar e se divertir.

Para facilitar o processo de digestão e garantir mais energia, o primeiro passo é fazer refeições fracionadas – de quatro a seis – ao longo do dia.   Alimentos saudáveis, como frutas e iogurtes, ajudam a manter a disposição alta. “Sempre me enchia de bobagens durante o trabalho”, conta a designer Paula Oliveira. “Quando mudei minha dieta, percebi que os petiscos pesados tornavam o fim da tarde extremamente cansativo.”

A nova escolha de Paula foi acertada, segundo a nutricionista Isis Tande da Silva. Ela ressalta que, nessa época do ano, é ainda mais importante ter uma dieta saudável. "O corpo tem um desgaste maior para regular a temperatura, que no verão fica mais alta que o normal, e isso compromete a disposição", explica.

Folhas, legumes e frutas contêm muita água em sua composição e, por isso, proporcionam sensação de leveza, devendo ocupar cerca de 50% do prato durante o verão. A eles devem se somar carboidratos (30%), que dão energia, e proteínas (20%), que fortacelem o corpo.

E como no calor é importante evitar o consumo de alimentos que pesem no estômago, evite o excesso de gordura – como aquelas preparadas em restaurantes fast-food – e combinações de proteínas existentes nos pratos à base de queijo e carne, por exemplo. Também não devemos consumir muitos carboidratos refinados (pão branco ou macarrão) misturados com carnes mais “gordas” (vermelhas ou brancas).

Mais energia

Ao montar sua refeição, dê preferência a carboidratos de cadeia longa – presentes em alimentos como batata, mandioquinha ou batata-doce – e a grãos, massas, cereais e pães integrais. Eles atuam no sistema nervoso central e fornecem a disposição que vai combater a moleza e a preguiça dos dias de calor. “Quanto às proteínas, prefira carnes e queijos magros, como peixe e queijo cottage”, afirma a nutricionista Juliana Menegazzi, da Saúde Viver Consultoria.

Frituras e alimentos ricos em gordura atrapalham o funcionamento do metabolismo. Para digerir uma feijoada, por exemplo, o organismo demora muito mais do que no caso de um prato mais leve. E tem mais: depois de funcionar durante o dia inteiro, nosso metabolismo fica mais preguiçoso na hora do jantar.

Para ter disposição para sair ou ir para balada, faça refeições leves, como carne grelhada acompanhada de salada. Os peixes de águas profundas, como a sardinha e o salmão, são ricos em gorduras “boas” (ômega 3) e ajudam a aumentar a energia do organismo.

Recorra aos líquidos

Como a transpiração aumenta com o avanço da temperatura, é necessário repor as vitaminas e os sais minerais perdidos no suor. A regra número um é beber muita água. Os especialistas recomendam de 1,5 a 2 litros de líquido por dia, mas a quantidade ideal varia de pessoa para pessoa. Evite refrigerantes açucarados– pouco nutritivos – e aposte em sucos naturais de frutas ricas em água, como a melancia e o melão, ou na água de coco. Sementes oleaginosas – como a linhaça e o girassol – contêm fibras e podem ser adicionadas a esse tipo de bebida.

As frutas contêm água em sua composição e proporcionam sensação de leveza

E se você deseja fazer atividades físicas no verão, precisa reforçar a alimentação. Antes do exercício, consuma alimentos ricos em carboidratos. O mais importante é redobrar a atenção com a hidratação do corpo. Tome muita água ou bebidas isotônicas para ajudar na reposição de líquidos.

Sugestão de cardápio de verão
* No café da manhã e no lanche da tarde: iogurtes desnatados, pães integrais, frutas e queijos magros.
* Almoço e jantar: carnes magras, verduras, legumes, cereais integrais e leguminosas, como, por exemplo, salada de folhas e legumes, seguida por peixe ensopado com legumes cozidos e arroz integral, e, para sobremesa, uma fruta. Evitar bebidas durante a refeição facilita a digestão.


Fonte: Portal Vital (link original)


 
Outras notícias: