Encontre-nos no Facebook
Siga-nos no Twitter
Nosso Canal no YouTube

Artigos

Obesidade Infantil

 

          O conceito de que criança “gordinha” é criança “saudável”, não pode continuar existindo. A obesidade infantil vem aumentando significativamente nos últimos anos em todo o mundo, sendo considerada atualmente um problema de saúde pública em diversos países.
No Brasil, observam-se alterações nutricionais nítidas no público infantil, onde os casos de desnutrição estão diminuindo e dando lugar para a obesidade. O excesso de peso na população infantil cresce de forma acelerada em todas as classes socioeconômicas e atinge tanto o sexo feminino como o masculino.

          Resumidamente, definimos a obesidade como um aumento de tecido adiposo no organismo (gordura) causado pela ingestão excessiva de alimentos e um gasto de calórico insuficiente. Na criança este quadro muitas vezes se desenvolve por influência da família que possui hábitos alimentares inadequados, com alto consumo de alimentos ricos em açúcar refinado e gordura.
Crianças menores de 7 anos com excesso de peso apresentam maior probabilidade de serem mais pesadas na fase adulta e de desenvolverem doenças como hipertensão, colesterol elevado, diabetes tipo 2 e danos cardiovasculares. A persistência da obesidade a partir desta idade e durante a adolescência contribui para que este quadro se agrave cada vez mais.

          Diante disso observa-se a importância de uma alimentação equilibrada, prática de atividade física e acompanhamento de profissionais da saúde no combate e prevenção da obesidade infantil, objetivando melhor qualidade de vida nesta fase e na idade adulta.

Fonte: Lívia C. Mendes de Sá, nutricionista pós graduada em Higiene dos Alimentos e sócia-proprietária da Saúde Viver Consultoria em Nutrição

 
Outros artigos: